Internacional

Com mais de 4 mil casos em 24h, Israel decreta novo lockdown

O início do confinamento foi aprovado pelo governo local nesta segunda-feira (14)

14/09/2020


Bandeira israelense em Jerusalém, capital do Estado de Israel (Stellalevi/iStock)

ANSA – Com mais de quatro mil casos do novo coronavírus em 24 horas, Israel está preparando um lockdown que vai durar duas semanas. O início do confinamento foi aprovado pelo governo local nesta segunda-feira (14).

A medida, que mira diminuir as altas taxas de contaminação do vírus, afetará o Rosh Hashaná (o Ano Novo Judaico) e o jejum de Kippur.

Caso o confinamento tiver o efeito desejado pelas autoridades israelenses, ele será flexibilizado gradualmente.

O começo do lockdown será determinado pelo governo, mas segundo a imprensa do país, é previsto que o confinamento inicie depois do dia 16, quando o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, voltará de Washington, nos Estados Unidos, onde serão assinados os acordos de paz entre Israel e os Emirados Árabes Unidos.

Assim que o bloqueio entrar em vigor, os israelenses não poderão se afastar mais de 500 metros de suas casas. As escolas e todos os negócios não essenciais também serão fechados.

De acordo com o Ministério da Saúde de Israel, o país registrou 4.038 novos casos de Covid-19 em 24 horas. Desde o início da pandemia, 146.542 pessoas foram infectadas e 1.077 morreram em decorrência da doença. (ANSA).


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.