Nordeste

Com números da Covid em queda, Alagoas abre hospitais ao público geral

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 em Alagoas e os números de casos e óbitos pela doença em baixa, os hospitais do Estado que estavam funcionando para atendimento exclusivo de pacientes com o novo coronavírus já abriram as portas a usuários com outras enfermidades, ampliando a rede hospitalar pública para o atendimento geral. O Hospital da Mulher (HM), no entanto, segue como centro de referência exclusivo para pacientes com Covid-19.

 

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, a mudança acontece em razão da diminuição do número de internações e de óbitos provocados pelo novo coronavírus em Alagoas. “É chegado o momento de a gente voltar os olhos para os hospitais, de assegurarmos a estrutura da saúde para as pessoas com outras enfermidades, que têm sofrido bastante com o represamento das cirurgias, em razão da pandemia da Covid-19. Já são quase 18 meses de pandemia. Um trabalho incessante em Alagoas, mas precisamos atender a saúde como um todo. Inclusive, desafogar o Hospital Geral do Estado. Vamos virar a chave e cuidarmos de todos de maneira geral”, disse.

 

Além do Hospital da Mulher, mais quatro hospitais foram entregues à população nos últimos dois anos: o Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió; o Hospital Regional do Norte (HRN), em Porto Calvo; o Hospital Regional da Mata (HRM), em União dos Palmares; e o Hospital Regional do Alto Sertão (HRAS), em Delmiro Gouveia.

 

“O Hospital Metropolitano já está, inclusive, realizando cirurgias eletivas, fazendo atendimentos com exames de imagens, e internando pacientes em leitos de UTI e leitos clínicos. O Hospital Regional da Mata, em União dos Palmares, da mesma maneira. A gente está virando a chave do Hospital Regional do Norte, que foi entregue em junho do ano passado, mas que estava atendendo pacientes com Covid-19 e, agora, está passando a atender outro perfil de paciente. Vamos realizar, até o fim do mês, a abertura completa do hospital para a realização de cirurgias”, explica Alexandre Ayres.

 

Na última sexta-feira (3), o secretário de Estado da Saúde compartilhou um vídeo, em suas redes sociais, onde mostrou a UTI Covid-19 do Hospital Geral do Estado (HGE) vazia. Com isso, os dez leitos que eram destinados para pacientes com Covid-19 foram somados aos 28 de atendimento geral do público adulto e infantil na unidade.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp