Brasil

Congresso deve convocar Anderson Torres e policial federal para explicar crime de Bolsonaro no caso

Parlamentares do PT querem explicações do ministro Anderson Torres após a informação de que Bolsonaro avisou Milton Ribeiro sobre operação da PF

 

 

 

247 – Os deputados federais Rogério Correia (PT-MG), Reginaldo Lopes (PT-MG) e Bohn Gass (PT-RS) fizeram um requerimento para o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, ir ao Congresso Nacional falar sobre a informação de que Jair Bolsonaro (PL) avisou o ex-ministro da Educação (MEC) acerca de uma operação da Polícia Federal sobre tráfico de influência e corrupção no MEC. A PF é subordinada à pasta da Justiça.

 

 

De acordo com o documento dos parlamentares, “o delegado Bruno Calandrini, que foi o responsável pelos pedidos de prisão do exMinistro da Educação Milton Ribeiro e dos Pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, informa, desolado, que não teve autonomia e independência investigativa no trabalho policial desenvolvido no bojo da destacada operação, e que houve interferência na investigação, de modo a favorecer o ex-ministro da Educação (tratamento diferenciado)”.

 

 

“Trata-se de uma informação grave, mas que não causa surpresa, na medida em que, contrariamente ao que afirma o Presidente da República, a Instituição Polícia Federal, desde a era ‘Moro’ (que não deixa saudades), já vinha sendo pautada e/ou limitada, em suas ações, de modo a não contrariar, no trabalho investigativo, os interesses Presidenciais, de seus familiares e aliados”.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp