Nordeste

Covid-19: Pernambuco confirmou a circulação da subvariante BA.4 da Ômicron no Estado

O resultado de mais um sequenciamento genético feito pelo Instituto Aggeu Magalhães (IAM/Fiocruz PE) em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) apontou que de 101 amostras positivas para a Covid-19, nove genomas foram identificados como da BA.4. Oito deles foram assintomáticos e um apresentou sintomas leves. Três dos pacientes não apresentavam registro de nenhuma dose da vacina contra a Covid-19 nos sistemas de informação, dois não tinham tomado a primeira dose de reforço e um só tinha tomado uma dose.

 

Com a circulação de mais uma subvariante da Ômicron confirmada em Pernambuco, o Governo do Estado reforça a importância das doses de reforço da vacina contra a Covid-19. “A BA.4 e a BA.5 já circulam em outros estados brasileiros, o que já nos deixava em alerta para a possibilidade de introdução destas sublinhagens aqui em Pernambuco. A confirmação da BA.4 nosso território ratifica a necessidade da população tomar as doses de reforço, de acordo com o público elegível para cada reforço. Estas doses proporcionam o aumento da quantidade de anticorpos no organismo, ampliando a proteção e reduzindo a chance de infecção ou reinfecção, assim como formas graves da doença e óbitos”, explica o secretário estadual de Saúde, André Longo.

 

Para manter a vigilância do novo coronavírus ativa, a SES-PE tem enviado, periodicamente, aos municípios pernambucanos testes rápidos de antígeno para que as gestões locais qualifiquem suas estratégias. Somente nestes primeiros dias de junho, a SES-PE já entregou 3,1 mil testes para cidades espalhadas por todas as regiões do Estado. Desde o início da pandemia, já foram mais de 1,9 milhão de unidades ofertadas.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp