Brasil

Depois de Prevent Senior, Hapvida está sendo investigada por uso do “kit Covid”

247 – O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) investiga denúncias feitas contra o plano de saúde Hapvida, sobre o tratamento de Covid-19 no município de Ribeirão Preto (SP). Médicos de um plano pertencente ao Hapvida, o São Francisco Saúde, disseram ser obrigados a prescrever medicamentos do chamado kit Covid a pacientes infectados com coronavírus.

O Cremesp informou que “está investigando o caso e as investigações tramitam sob sigilo determinado por lei”. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S.Paulo.

Em nota sobre as diligências, a Hapvida informou que, na ocasião, três servidores foram à Agência Nacional de Saúde (ANS) e “fizeram a solicitação de informações que precisam ser apresentadas dentro do prazo estipulado pela agência”.

Além da Hapvida, Prevent Senior é alvo de investigação por causa da recomendação do kit covid para o tratamento de pacientes. A operadora ocultou mortes de pacientes com a doença durante estudo para testar a eficácia da hidroxicloroquina, associada à azitromicina.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp