Brasil

Dilma: ciclo de empoderamento da mulher foi interrompido pelo golpe de 2016

“No período em que governamos enfrentamos intocáveis exclusões de classe, de gênero e étnicas. Mas o ciclo de empoderamento das mulheres foi interrompido pelo golpe de 2016 e está sendo destruído pelo atual governo com sua agenda neoliberal e ultraconservadora”, afirmou a ex-presidente em pronunciamento no Dia Internacional das Mulheres

247 – A ex-presidente Dilma Rousseff fez nesta segunda (8), Dia Internacional das Mulheres, um pronunciamento em suas redes sociais exaltando os avanços sociais conquistados por governos progressistas, mas destacando que estes estão sendo desfeitos desde o golpe de 2016.

“No Brasil, este 8 de março nos faz refletir sobre o que as mulheres estão perdendo, depois de tudo que conquistamos em 13 anos de governos progressistas. No período em que governamos enfrentamos intocáveis exclusões de classe, de gênero e étnicas. Mas o ciclo de empoderamento das mulheres foi interrompido pelo golpe de 2016 e está sendo destruído pelo atual governo com sua agenda neoliberal e ultraconservadora”, diz a ex-presidente no vídeo que foi postado na conta do Twitter do Instituto Lula.

Para ela, a luta das mulheres se mistura com a luta pela vacinação   renda básica dos brasileiros: “A luta das mulheres é uma luta pela vida, e, sendo assim, neste momento é também uma luta pela vacina, pela renda emergencial e pela destituição de Bolsonaro. Viva às mulheres brasileiras, lutadoras, neste 8 de março”, completa Dilma.

https://twitter.com/i/status/1368890788181118976

 

 

*Brasil 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp