Arquivo Nordeste

Dólar bate R$ 5,65 após Guedes pedir licença para furar o teto dos gastos

O dólar comercial sobe forte, avançando 1,66% a R$ 5,652 na compra e R$ 5,653 na venda. O dólar futuro com vencimento em novembro de 2021 sobe 0,91% a R$ 5,658

SÃO PAULO – O Ibovespa confirmou o que o índice futuro já antecipava e abriu os negócios desta quinta-feira (21) em queda. O mercado reage às últimas declarações de Paulo Guedes, ministro da Economia, sobre o Auxílio Brasil, programa que deve substituir o Bolsa Família a partir do mês que vem. Tanto Guedes como João Roma, ministro da Cidadania, explicaram que o benefício deve ser de, no mínimo, R$ 400 por família. O que não está totalmente claro é como o auxílio, nesse valor, será financiado.

“Estávamos estudando se faríamos antecipação da revisão de teto de gastos para 2026 ou se pediríamos um waiver [perdão fiscal] para gastar essa camada temporária de proteção”, afirmou o ministro em um dos dois eventos dos quais participou ontem à noite. Segundo Guedes, seria uma licença com “número limitado, pouco mais de R$ 30 bilhões”.

Depois, em entrevista à CNN, o ministro da Cidadania, João Roma, disse que o governo pretende viabilizar o auxílio com responsabilidade fiscal e não trabalha com a possibilidade de um teto extra. As declarações pouco precisas deixam investidores confusos e mais avessos a riscos.

Ainda ontem, o Ibovespa futuro fechou em queda de quase 2% em meio às falas de Guedes e o MSCI Brazil Capped ETF (EWZ), principal ETF (fundos de gestão passiva que acompanham algum índice e são negociados em Bolsa) dos ADRs (na prática, as ações de empresas brasileiras negociadas nos Estados Unidos) brasileiros caía cerca de 4% no pré-market da bolsa de Nova York, indicando uma sessão bastante negativa para a bolsa brasileira.

Está prevista para hoje a votação do texto da PEC dos precatórios, em comissão especial na Câmara. O encontro para discutir dívidas judiciais da União já foi adiado por duas vezes e deve definir o espaço de manobra fiscal do governo para o financiamento do Auxílio Brasil.

Os investidores também estão atentos aos desdobramentos do relatório final da CPI da Covid.

Às 10h14 (horário de Brasília), o Ibovespa operava em queda de 2,03% aos 108.532 pontos. O Ibovespa Futuro com vencimento em dezembro de 2021 recuava 0,51% aos 109.505 pontos.

O dólar comercial sobe forte, avançando 1,66% a R$ 5,652 na compra e R$ 5,653 na venda. O dólar futuro com vencimento em novembro de 2021 sobe 0,91% a R$ 5,658.

No mercado de juros futuros, que dispararam ontem durante as falas de Guedes, o DI para janeiro de 2023 sobe mais 38 pontos-base, a 10,54%; DI para janeiro de 2025 subia 36 pontos-base a 11,5%; e o DI para janeiro de 2027 registrava alta de 33 pontos-base, a 11,81%.

No exterior, as notícias também não são das melhores. A gigante imobiliária chinesa Evergrande, que agitou os mercados no mês passado, anunciou que não chegou a um acordo para vender 50,1% de sua participação no negócio de serviços para propriedades. A empresa, que já não vem pagando determinadas dívidas, anunciou que não há garantia de que será capaz de arcar com suas obrigações financeiras.

Ainda não se sabe qual seria o impacto de um possível default (calote) para os mercados e no crescimento econômico da China. O Produto Interno Bruto (PIB) chinês tem sido revisado para baixo, fato que tem repercutido de forma negativa entre os investidores.

Nos Estados Unidos, após dias seguidos de alta e pontuação recordes, as Bolsas em Nova York devem iniciar o dia em queda. É o que indicam os índices futuros: Dow Jones cai 0,19%; S&P recua 0,15% e o Nasdaq futuro tem variação negativa de 0,18%.

Os últimos resultados trimestrais das empresas vieram mistos. Enquanto a Tesla apresentou números recordes, a IBM apresentou queda de receitas. Agora de manhã, a American Airlines também apresentou números considerados positivos.

Na agenda americana de indicadores, o número semanal de pedidos de auxílio-desemprego que atingiu 290 mil na semana encerrada em 16 de outubro. O número veio abaixo da previsão dos economistas, de 300 mil pedidos.

Na Europa, as bolsas operam em baixa. O Stoxx 600, que reúne empresas de 17 países europeus em setores-chave, recua 0,17%. A Bolsa de Paris (CAC-40) cai 0,27%, Londres (FTSE 100) tem queda de 0,38%; e Frankfurt (DAX) opera praticamente estável.

Radar corporativo

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras (PETR3,PETR4) registrou uma produção média no terceiro trimestre deste ano de 2,83 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d) de petróleo, gás natural e líquido de gás natural (LGN).

Segundo a companhia, esse foi um incremento de 1,2% frente ao segundo trimestre deste ano, mas retração de 4,1% na comparação anual. No acumulado dos nove primeiros meses deste ano, a produção recua 3,1%.

A Petrobras destacou que o aumento da produção entre julho e setembro ocorreu devido, principalmente, à entrada em operação do FPSO Carioca (campo de Sépia) no pré-sal da Bacia de Santos e à maior média de produção do trimestre do FPSO P-70 (campo de Atapu), após alcançar a sua capacidade de produção no início de julho.

Os analistas do Credit Suisse apontaram que as vendas totais permaneceram em níveis muito fortes, enquanto a produção de petróleo aumentou ligeiramente na base sequencial, o que já era conhecido a partir de dados públicos disponíveis pela ANP. O principal destaque foi a redução dos estoques, o que deve impulsionar os resultados do terceiro trimestre. Outro destaque foi a queda nas exportações líquidas, principalmente devido aos volumes de exportação sequencialmente menores, mas também devido a maiores importações. Parte da queda das exportações líquidas pode ser explicada pela maior taxa de utilização das refinarias em cerca de 84%, ante 74% no segundo trimestre.

JHSF (JHSF3)

A JHSF informa que as vendas líquidas contratadas de incorporação registraram queda de 18,8% no terceiro trimestre de 2021 ante o mesmo período do ano passado. Na comparação, as vendas reduziram de R$ 411,1 milhões para R$ 333,7 milhões.

No acumulado de janeiro a setembro deste ano, o resultado teve um crescimento de 46,2%, ante os primeiros nove meses de 2020, passando de R$ 850,5 milhões para R$ 1,243 bilhão, segundo a prévia operacional divulgada pela incorporadora.

As vendas consolidadas dos shoppings da Companhia apresentaram crescimento de 74,1% comparado ao mesmo período de 2020. Em relação aos mesmos meses de 2019, quando não havia restrições de funcionamento e capacidade, a alta foi de 45,1%.

No comunicado, a companhia informa que os shoppings voltados ao público de alta renda foram destaque no trimestre. Na comparação com o terceiro trimestre de 2020, as vendas do Shopping Cidade Jardim cresceram 75,6%, enquanto o Catarina Fashion Outlet teve alta de 93,2%. Em relação ao terceiro trimestre de 2019, o crescimento foi, respectivamente, de 70,3% e 47,9%.

Gafisa (GFSA3)

A Gafisa (GFSA3) registrou vendas brutas de R$ 159 milhões no no terceiro trimestre de 2021, aumento de 11% na comparação anual.

Os lançamentos da construtora somaram R$ 692 milhões no terceiro trimestre de 2021, atingindo R$ 1 bilhão de lançamento em 2021.

BRF (BRFS3) e Marfrig (MRFG3)

Depois de apresentar um despacho no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pedindo a reabertura da análise da compra de ações da BRF (BRFS3) pela Marfrig (MRFG3), a conselheira Lenisa Prado mudou de posição e desistiu da reavaliação. Os demais conselheiros acompanharam Lenisa e, com isso, ficou mantida a aprovação do negócio, que havia sido dada pela Superintendência-Geral do Cade no fim de setembro.

Na semana passada, a conselheira apresentou um despacho pedindo que a operação fosse analisada pelo tribunal do Cade. Pelas regras do Cade, a Superintendência-Geral – área responsável por investigações e instruções de processos – pode aprovar operações que entenda não oferecer riscos à concorrência.

Em maio, a Marfrig anunciou a compra de 24,23% das ações da BRF. Logo em seguida, em 3 de junho, elevou sua participação para 31,66% do capital social da empresa.

De acordo com a Marfrig, o objetivo é se tornar um investidor passivo na BRF.

Porto Seguro (PSSA3)

A Porto Seguro (PSSA3) aprovou o aumento de capital da companhia, no valor de R$ 4 bilhões, por meio da capitalização de reservas de lucros, com a bonificação de ações aos acionistas.

Com o aumento, o capital social da companhia passou a ser de R$ 8,5 bilhões, dividido em 646.586.060 ações ordinárias.

Braskem (BRKM5)

A Braskem (BRKM5) informou que sua controlada Braskem Idesa obteve os votos necessários para a aprovação dos contratos de fornecimento de etano com a Pemex.

Além disso, a Braskem Idesa concluiu a substituição do saldo de US$ 1,35 bilhão do plano de refinanciamento de dívidas por uma nova dívida com prazo de 9 anos.

A nova estrutura de capital da Braskem Idesa inclui a emissão de títulos de dívida com compromisso e juros atrelados a metas de redução das emissões de carbono

BMG (BMGB4)

O Banco BMG comunicou que sua subsidiária CBFácil Corretora de Seguros firmou instrumento contratual com a intenção de adquirir participação na O2OBOTS Inteligência Artificial.

A O2OBOTS é uma fintech com atuação no desenvolvimento, licenciamento e manutenção de software especializado em inteligência artificial para venda de produtos financeiros e de seguros.

CCR (CCRO3)

A CCR (CCRO3) informou que sua controlada Concessionária do Bloco Sul assinou contrato de concessão de nove aeroportos na região Sul do País.

Os aeroportos são os de Curitiba (em São José dos Pinhais-PR), Foz do Iguaçu (PR), Londrina (PR), Bacacheri (PR), Navegantes (SC), Joinville (SC), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS).

Intelbras (INTB3)

A Intelbras (INTB3) informou que os acionistas controladores da companhia, Família Freitas, comprometeram-se a vender para a Dahua o total de 4.600.001 ações ordinárias de emissão da companhia, correspondentes a 1,4% de seu capital social.

Após o fechamento da operação, os acionistas controladores passarão a ter, em conjunto, 209.928.391 ações de emissão da companhia, representativas de 64,1% do seu capital social. Já a Dahua passará a ter 32.761.111 ações de emissão da companhia, representativas de 10,0% do seu capital social.

 

*Brasil 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp