Brasil

“É questão de tempo a queda de Silva e Luna, presdiente da Patrobras”, diz colunista do Estado de S. Paulo

“Bolsonaro frita Silva e Luna num caldo quente feito à base de gasolina” e o general presidente da Petrobrás pode ser demitido

247 – A demissão do presidente da Petrobrás, general Joaquim Silva e Luna, “é questão de tempo”, diz a colunista do Estado de S. Paulo Adriana Fernandes.

Jair Bolsonaro (PL) “frita Silva e Luna num caldo quente feito à base de gasolina” após os seguidos reajustes feitos pela empresa no preço dos combustíveis. Atualmente, alguns postos do Brasil já vendem o litro da gasolina a R$ 10. 

De acordo com a colunista, “Jair Bolsonaro foi aconselhado pelos seus principais ministros a manter o general, mas segue o mesmo roteiro que levou à demissão de Roberto Castelo Branco em fevereiro de 2021, após o quarto aumento no preço dos combustíveis, o que na época irritou imensamente o presidente”.

Ainda segundo o texto, Bolsonaro tem apoio de parlamentares para trocar o comando da Petrobrás e até mesmo para rever a política de preços da empresa, que atrela o preço dos combustíveis no Brasil ao mercado internacional e ao dólar.

“Silva e Luna deve cair em breve porque é muito improvável que a Petrobras recue do aumento e reduza os preços em tão pouco tempo. A Petrobras ficou muitos dias sem fazer os reajustes, e não é na primeira queda do preço do petróleo lá fora que a empresa poderá reverter o movimento. Terreno perfeito para o enredo do roteiro da fritura continuar se desenvolvendo”, relata a colunista.

*Brasil247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp