Nordeste

Edição comemorativa de 15 anos da Revista NORDESTE aborda contexto histórico e fatos políticos, econômicos e de desenvolvimento regional

A edição histórica e comemorativa pelos 15 anos de circulação da Revista NORDESTE chega às bancas e fica disponível em arquivo virtual (Clique aqui para acessar), nesta quinta-feira (26). A nova revista apresenta abordagem sobre os fatos em torno dos processos histórico, político e econômico da Região Nordeste nas últimas décadas e seu o papel como veículo de comunicação e divulgação pioneiro com enfoque em todos estados nordestinos.

O editorial assinado pelo jornalista e editor Walter Santos destaca o papel do “Novo Nordeste”, com proposta de inovação e fortalecimento da economia, por meio da atuação conjunta dos nove governos nordestinos, por meio do Consórcio Nordeste.

Em entrevista, Walter Santos mergulha na história e comenta sobre a iniciativa pioneira de produzir uma revista, de circulação nacional, abordando exclusivamente fatos dos nove estados nordestinos, “sem estereótipos e com perspectivas de vanguarda”.

Em outra matéria, A Revista NORDESTE apresenta profunda análise sobre o papel atual da mídia no Brasil, apresentando um mergulho crítico sobre o País pela ótica e defesa do Nordeste.

ENTREVISTAS

A nova edição também está repleta de grandes entrevistas sobre fatos regionais. Em uma delas, o superintendente da Sudene, o paraibano Evaldo Cruz Neto, aborda a missão e os desafios à frente do importante órgão de fomento regional.

Também em entrevista, o jornalista Walter Santos conversa com a Cônsul dos Estados Unidos, Jéssica Simon, que elenca detalhes de parceria entre o governo americano e o Nordeste nos 206 anos das relações diplomáticas.

A renomada economista e professora doutora Tânia Bacelar, de Pernambuco, concede entrevista e expõe com clareza as causas e efeitos da atual condição econômica nordestina.

NORDESTE ACOLHE

A Revista NORDESTE ainda aborda o lançamento do ‘Programa Nordeste Acolhe’ que consiste na concessão de auxílio social de R$ 500,00 mensais aos filhos que ficaram órfãos devido à morte de pais ou responsáveis por Covid-19 até o alcance da maioridade civil, assegurando o direito à garantia da vida, saúde, educação, lazer e acesso à alimentação.

Os destaques acima, entre outros, estão disponíveis para leitura por meio da edição digital da Revista, com acesso pelo site www.revistanordeste.com.br ou pelo Portal WSCOM.

Se preferir, clique aqui para acessar diretamente.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp