Ceará

Edifício São Pedro vai ser desapropriado para dar lugar a equipamento cultural em Fortaleza, diz governo

O prédio é uma das edificações mais famosas da Praia de Iracema, e sofre com problemas estruturais há anos. Ele vai ser reformado e abrigará o Distrito Criativo da secretaria de Cultura.

O Edifício São Pedro, onde se instalou o antigo Hotel Iracema Plaza, vai ser totalmente reformado e dará lugar a um novo equipamento para a cultura e economia cearense, de acordo com o governo do estado. Estabelecido na década de 1950, o imóvel será desapropriado para que no local seja implantado o Distrito Criativo.

Entre outras atividades, o espaço deverá abrigar artesanato, artes visuais, design, gastronomia, literatura, música e cultura popular. Desta forma, além de manter de pé um dos prédios históricos mais conhecidos de Fortaleza, o Governo do Ceará vai proporcionar oportunidades para pessoas de todas as idades.

O governo estadual vê na atividade turística um dos elementos de maior destaque do Ceará, o qual dispõe de belezas naturais que, aliadas ao seu patrimônio cultural e histórico, formam um ambiente com grande força de atratividade.

Conforme o governo, a vocação do povo cearense em realizar atividades que contribuem para a ampliação de sua riqueza cultural, econômica e social, também é levada em consideração.

O Distrito Criativo será gerido pela Secretaria de Turismo do Estado (Setur), que tem por missão institucional fortalecer o Ceará como destino turístico nacional e internacional, de forma sustentável, com foco na geração de emprego e renda, na inclusão social e na melhoria da vida do cearense.

Iracema Plaza Hotel

A história do Edifício São Pedro começa há várias décadas, junto ao início do mercado hoteleiro na orla marítima de Fortaleza se deu em 1951 com a instalação do “Copacabana Palace cearense”, o Iracema Plaza Hotel.

O edifício passou a ser conhecido por sua arquitetura exótica inspirada em hotéis de luxo de Miami, frequentemente comparado a um navio, além de ter sido o primeiro edifício de mais de três andares a ser construído na Praia de Iracema.

O prédio foi primeiramente idealizado para ser um hotel, mas acabou tendo lugar para apartamentos residenciais e comerciais. São sete andares – com o último andar inacabado —, 200 apartamentos e 12.000m² de área total.

Além das atividades hoteleiras, o Iracema Plaza se tornou frequentado não apenas por ser um hotel de requinte, mas também por abrigar o famoso restaurante “Panela”, conhecido por todo fortalezense da época que quisesse saborear uma culinária internacional e nacional.

Edifício São Pedro

No fim da década de 1970, o hotel fechou as portas e se tornou um prédio exclusivamente residencial, com um novo nome: Edifício São Pedro. Com o passar dos anos, o local serviu de morada para grandes nomes cearenses, como o cantor Ednardo e o jornalista Lúcio Brasileiro.

O prédio trouxe para a cidade de Fortaleza o início do processo de construção de vários hotéis e prédios na Praia de Iracema, assim como muitos comércios. A alta sociedade alencarina usufruiu por três décadas do Iracema Plaza Hotel, juntamente com o restante da população que desejava colocar os pés no hotel.

A estrutura já recebeu alguns pedidos de tombamento, um deles sendo indeferido pelo prefeito de Fortaleza, José Sarto, em 2021. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Município. O processo estava parado desde 2015, quando a ação que reconhecia o edifício como patrimônio da capital foi aprovada, mas aguardava a sanção do prefeito de Fortaleza

Problemas estruturais

O imóvel encontra-se atualmente bastante descaracterizado e em péssimo estado de conservação. Desse modo, conforme avalia a Setur, apreciando a trajetória histórica, foi imprescindível o tombamento definitivo do prédio em questão, considerando-o símbolo histórico-arquitetônico distinto, em meio a outras formas de moradia, sociabilidade e de suportes inerentes à infraestrutura do turismo em Fortaleza, especificamente na Praia de Iracema, um dos cartões postais de nossa cidade.

Foi pensado justamente na relevância histórica e arquitetônica do Edifício São Pedro para a cidade de Fortaleza e no novo conceito de cidades criativas que já existem mundo afora, que otimizam espaços urbanos para a requalificação.

Assim, estudos empíricos que abordavam a regeneração urbana com base na criatividade em pequenas regiões começaram a aflorar o conceito de distritos criativos, segundo o governo estadual. Além do mais, a história do local também é levada em consideração.

A herança urbana, costumes e localidades típicas são valorizadas. Isso porque aqueles que já estavam na região e quem se insere naquele ambiente lhe confere valor, conforme avaliação do poder público. Assim, o distrito por tais características, torna-se atrativo para pessoas criativas, e promove uma forte sensação de pertencimento.

 

*g1ce


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp