Internacional

Eleição na Colômbia terá 2º turno e vai ter disputa entre esquerdista e populista

Jovem Pan

Candidatos à presidência na Colômbia: Gustavo Petro, do lado esquerdo, e Rodolfo Hernández, do lado direito

A Colômbia vai ter que voltar às urnas para decidir quem vai comandar o país nos próximos anos, no dia 19 de junho, já que a eleição presidencial foi para o 2º turno.

O esquerdista, Gustavo Petro, que recebeu 40,31% dos votos, vai enfrentar o representante da direita populista, Rodolfo Hernández, conhecido com Trump Colombiano, que contabilizou 28,17%.

O resultado não é surpresa, visto que Petro é cotado como o favorito e ele tenta chegar ao cargo pela terceira vez. Se as expectativas forem cumpridas, a esquerda alcançará seu melhor resultado eleitoral neste país de 50 milhões de habitantes, historicamente governado por elites e assolado pelo narcotráfico e pela violência crescente, apesar do acordo de paz de 2016 com a guerrilha das Farc dissolvida.

 

O que chamou atenção na votação foi o avanço de Hernández que desbancou o representante da direita tradicional, Frederico Gutiérrez, na reta final e ficou em segundo lugar no primeiro turno.

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp