Brasil

Em visita a fábrica de Diadema, Lula assume compromisso com reindustrialização do Brasil

Em discurso na metalúrgica Delga, em Diadema (SP), o ex-presidente Lula destacou a necessidade de o Brasil retomar o crescimento da indústria e investir na inclusão social

247 – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva firmou nesta sexta-feira (1) o compromisso com a reindustrialização do Brasil, durante visita à metalúrgica Delga no município de Diadema, em São Paulo. “Como um país quer se desenvolver se não fortalece o crescimento da indústria?”, questionou o petista.

O petista também destacou a necessidade de mais investimento em qualificação de trabalhadores. “Fizemos mais escolas técnicas do que fizeram em cem anos. É possível garantir que o pobre vá para universidade. O pobre não é problema, é a solução. A gente vai colocar o trabalhador no orçamento. Qual o emprego que estamos gerando?”, questionou.

O ex-presidente também alertou para o problema da fome no Brasil. “O estado do Mato Grosso tem 30 milhões de cabeças de gado e pouco mais 3 milhões de habitantes. Ou seja, dez gados pra cada pessoa. Enquanto isso em Cuiabá o povo esperando na fila do osso. E a gente vai aceitar isso como normal?! Que mundo hipócrita é esse?!”.

“Eu me cobrei muito durante o tempo que passei na prisão pra não sair com sentimento de vingança. Hoje eu tenho claro que minha vingança vai ser a gente voltar a governar esse país, gerar mais emprego, fazer a economia voltar a crescer e garantir comida na mesa do povo”, acrescentou.

“A gente não pode desanimar nunca. Eu fico com a frase da minha mãe que é uma coisa sagrada pra mim. Se hoje não tem, amanhã vai ter. Somos maioria e vamos reconstruir o país que a gente quer. A gente quer paz, quer respeito. Chega de ódio”.

*Brasil247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp