Brasil

Enfim, são os artistas e intelectuais que conduzem a resistência a chamar a juventude

Os últimos tempos no Brasil registram manifestações e posicionamento público dos artistas e intelectuais do País com tamanha firmeza e ressonância contra a arbitrariedade e condutas extremistas de Direita na cena nacional, que só faz lembrar o papel da Juventude na resistência democrática tão fundamental.

 

A cena do ex-presidente Lula no fim-de-semana em diálogo e cumplicidade com a pluralidade de conceitos e vínculos dos artistas no Rio de Janeiro do porte de Chico Buarque, Gilberto Gil, Zeca Pagodinho, Ludmila, etc, só não é maior do que a consistência política ampliada de tantos Pop Star, ou não, dizendo não ao retrocesso.

 

A postura firme de Anita, agora Number One in World, de Pablo Bitar no Lollapalooza e tantas manifestações importantes só remetem à importância dessa gente ampliar a convocação da Juventude a se engajar na defesa da Democracia contra o arbítrio. Se faz importante a reverberação, por exemplo, pela importância dos Jovens se alistarem no TSE para exercer o direito de voto tão fundamental para a manutenção da Democracia.

CAETANO, SEMPRE

Em que pese tanta manifestação variada no Brasil a fora, que nos traz à mente a importância estratégica de Juliette e seu Nordestinês, nada simboliza tamanha atitude da Juventude contemporânea do que o ato espontâneo e fundamental de Caetano Veloso, dias atrás, empunhando a resistência com discurso e liderança do Movimento estratégico de que ele se faz singular e líder desta nova fase tão importante ao futuro do Brasil.

 

Em síntese, como diz a canção de Beto Guedes, “vamos precisar de todo mundo” até mesmo dos arrependidos como Alexandre Frota e tantos mais porque o perigo do retrocesso exige somar forças amplas para vencer o retrocesso.

 

Ainda bem que a História abriga aos artistas e intelectuais a missão de ter a sociedade livre, plural e comprometida com bem querer comum em favor de todos.

 

Chega de retrocessos!

 

A LEITURA DE LULA

 

” Que foto!

Lula, Janja, Freixo, Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, Maria Rita, Lenine, Gaby Amarantos, Ludimila e esposa, Paulinho da Viola, Tereza Cristina, Maria Rita, Gleisi Hoffmann, Antônio Pitanga, Pastor Henrique Vieira…

Como dizia Ernest Hemingway: “Quem estará nas trincheiras ao teu lado?
‐ E isso importa?
‐ Mais do que a própria guerra”…”


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp