Nordeste

Especialistas discutem a recusa das vacinas e esclarecem principais dúvidas jurídicas e científicas sobre o regime de aprovação da vacina a Sputnik V

Neste sábado (15), às 11h,30, uma live com juristas, médicos, cientistas e governadores, entre outros, discute questões jurídicas e científicas relacionadas aos pedidos para uso da vacina Sputnik V.

A diferença das exigências legais quanto aos processos de registro da vacina na Anvisa, autorização emergencial de uso e autorização excepcional de importação e uso da vacina e as principais questões cientificas que envolvem o tema estarão em debate.

A conferência virtual A RECUSA DAS VACINAS, ENTRE A EXCEPCIONALIDADE E A URGENCIA é organizada pelo grupo Prerrogativas, que reúne juristas e convidados para debater temas contemporâneos da sociedade.

Entre os presentes no debate, os advogados Carol Proner e Mauro Menezes, integrantes do Grupo Prerrogativas; o chefe do Laboratório de Virologia Molecular da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Amílcar Tanuri; e o secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Eduardo Gabas.

Amílcar Tanuri é autor de proposta para que a Anvisa aprove a importação da Sputnik V em lotes, com documentação individual para cada remessa. A sugestão foi acolhida pela Subcomissão Especial sobre o Complexo Econômico e Industrial da Saúde, da Câmara dos Deputados, em audiência na última quarta-feira. É dele também a autoria de parecer favorável ao imunizante russo incluído no pedido de aprovação da importação.

Participam, ainda, por meio de vídeos, os governadores do Piauí, Wellington Dias, presidente do Consórcio; Rui Costa, da Bahia, e Paulo Câmara, de Pernambuco, além de cientistas brasileiros e do exterior.

Canal Prerrogativas no Yutube (https://www.youtube.com/watch?v=O1wsKlVS1sw)


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp