Brasil

Ex-militar da Marinha é um dos mortos em chacina na Vila Cruzeiro

O ex-militar da Marinha Douglas Costa Inácio Donato, que pertenceu ao quadro temporário da instituição, segundo a família, está entre os 25 mortos da chacina dessa terça-feira (24) da Vila Cruzeiro, comunidade da zona norte do Rio. Donato trabalhava em uma loja de calçados, no bairro da Penha, também na zona norte. Ele era pai de um bebê de dois meses. O nome dele não consta na relação dos 10 identificados pela Polícia Militar. Pelo menos 25 pessoas foram mortas na ação.

 

De acordo com o pai dele, o feirante Luis Cláudio Inácio Donato, 44, o rapaz tinha saído de uma festa com amigos de infância quando foi baleado. “Ele foi levar um amigo de moto na parte alta e na volta aconteceu isso. Todo mundo gostava dele. Era um bom filho”, afirmou. O relato foi publicado nesta quarta-feira (25) pelo portal Uol.

 

A família disse que o jovem fazia um curso de vigilante. As apostilas de estudo estavam no baú na moto que foi arrombado, afirmou o padrasto Augusto César Santos de Araújo, 47, chefe de barman. “Abriram o baú, as apostilas do curso de vigilante sumiram, trocaram a roupa dele e colocaram uma blusa da polícia. Trocaram a blusa. Ele ainda foi levado para a mata. Ele nunca entraria lá [na mata]”, contou.

 

O padrasto disse ainda que houve uma emboscada seguida de massacre na região. “Foi um massacre já calculado, só para fazer ruindade, eles foram para matar. Os policiais já estavam na mata, eles encurralaram todos e dispararam de cima [da mata] para baixo”.

 

Sob o governo de Cláudio Castro (PL), em apenas um ano de gestão, o estado do Rio de Janeiro teve 39 chacinas com 178 mortes em operações policiais.

com 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp