Brasil

Exportações sergipanas crescem 30% em agosto

Ao longo do mês de agosto, Sergipe registrou um volume de exportações superior a US$ 5,6 milhões. O número representa um crescimento de 30% em relação ao mês de julho, quando as exportações sergipanas chegaram a US$ 4,3 milhões. Os dados, apresentados pelo Ministério da Economia, demonstram a gradual recuperação econômica do estado e refletem as ações do Governo de Sergipe no suporte aos setores produtivos.

 

Os índices estão disponíveis por meio do Comex Stat, base de dados destinada à consulta de informações sobre o comércio exterior brasileiro. Ainda segundo o relatório, no mesmo período do ano passado, Sergipe registrou um volume de US$ 4 milhões em exportações. Em relação a agosto de 2020, portanto, os dados de agosto de 2021 demonstram um aumento superior a 40%.

 

Além do aumento nas exportações, o relatório aponta uma significativa redução no índice de importações, que caiu de US$ 28,1 milhões para US$ 11,7 milhões. De acordo com o titular da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), José Augusto Carvalho, os números indicam, entre outros aspectos, um movimento de busca pela autonomia na economia sergipana.

 

“O Governo de Sergipe tem feito um trabalho constante e dinâmico de apoio ao segmento industrial, criando condições de produção a preços competitivos, com projeção no mercado internacional. Além disso, tem tomado a frente no processo de fortalecimento da produção interna de insumos estratégicos, como é o caso dos fertilizantes, que estão entre os principais produtos importados. Essas iniciativas vem mostrando resultados eficazes, como demonstra a evolução na balança comercial do estado no mês de agosto”, afirma o secretário.

Destaques

 

Entre os 44 produtos de exportação sergipanos, o suco de laranja registrou destaque como insumo de maior penetração no mercado internacional, sendo responsável por 62% do valor das exportações no mês, ou US$ 3,5 milhões. Junto ao suco de abacaxi (US$ 826,9 mil) e outras preparações alimentícias (US$ 275,4 mil), o suco de laranja correspondeu a 81,4% das exportações de agosto.

 

Considerando o período de janeiro a agosto, as exportações em Sergipe alcançaram US$ 32,7 milhões. Os sucos de frutas seguem como principal produto de exportação, com destaque para o suco de laranja. No total, foram exportados US$ 8,5 milhões em sucos durante o período. Os calçados ocupam a segunda posição, com o montante de US$ 423, 9 mil, seguidos de produtos para a indústria automotiva, com US$ 344,7 mil.

 

Os produtos exportados em agosto tiveram como principais destinos Holanda (US$ 2,3 milhões), Bélgica (US$ 1,2 milhão) e Espanha (US$ 322,5 mil). No acumulado janeiro-agosto, a Europa e a União Européia foram os principais parceiros comerciais do estado: para os dois blocos, foram registrados US$ 3,9 e US$ 3,8 milhões em exportações, respectivamente. Os países da América do Sul ficaram na terceira posição, com montante de US$ 877,5 mil em exportações.

 

“Nosso propósito é, cada vez mais, estreitar os diálogos com outros países, a fim de estabelecer parcerias comerciais frutíferas para Sergipe. Desde o início do ano, temos mantido contato com parceiros em países como China, Marrocos e Estados Unidos, apresentando as potencialidades do estado e nos colocando à disposição para novas oportunidades de investimentos”, finaliza José Augusto Carvalho.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp