Brasil

Fim da emergência da Covid-19 no Brasil vai de encontro a alertas da OMS, diz Jamil Chade

247 – A decisão do governo Jair Bolsonaro em decretar o fim do estado de emergência nacional da Covid-19 foi tomada mesmo após uma reunião na qual “os principais cientistas do mundo declararam, de forma unânime, que a pandemia ainda é uma realidade e que não é o momento de falar ainda do fim da emergência internacional.

De acordo com o coluna do jornalista Jamil Chade, no UOL, o Comitê de Emergência da Organização Mundial de Saúde (OMS) avalia que a pandemia de Covid-19 ainda é “um evento extraordinário que continua a afetar negativamente a saúde das populações em todo o mundo, representa um risco contínuo de propagação internacional e interferência no tráfego internacional, e requer uma resposta internacional coordenada”.

A avaliação geral da instituição é que” pelos próximos três meses, não haverá uma alteração na posição da OMS e que a emergência internacional segue.

Apesar disso, “no domingo, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou o fim da situação de emergência sanitária nacional devido à pandemia da Covid-19. Ele afirmou que irá editar nos próximos dias um ato normativo para encerrar a Espin (Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional). No entanto, ressaltou que a medida não significa o fim da doença”, destaca o colunista. 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp