Maranhão

Flávio Dino defende ampliação de alianças por Lula: “Quanto mais centrista ele for, melhor”

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), afirmou nesta sexta-feira (1) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve costurar uma aliança política mais ao centro possível para disputar as eleições presidenciais de 2022.

 

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Dino defendeu que a ampliação das alianças ao máximo é necessária pela conjuntura que se apresenta, de uma eleição tensa e influenciada pelo extremismo.

 

“Eu não fixo fronteira, a não ser a que exclui o extremismo de direita. Se você tem um programa nacional-desenvolvimentista e democrático, quem se dispõe a fortalecê-lo é bem-vindo, independente da posição A ou B no passado”, afirmou.

 

“Quanto mais centrista Lula for, melhor política e eleitoralmente. O Lula deve sinalizar para mediações, porque o risco que o Brasil corre é muito alto. O Bolsonaro é golpista. Tentou um golpe em setembro e tentará outro. Como a chave dominante na eleição vai ser a questão social, diferente da de 2018, creio ser possível que pessoas que são conservadoras em outros âmbitos da vida venham a considerar que o governo Lula trará mais estabilidade e uma equação melhor da temática social”, acrescentou o governador maranhense.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp