Política

Flávio Dino diz que TSE deveria encerrar colaboração com militares: “Não entendem de eleições”

O pré-candidato ao Senado Flávio Dino (PSB), ex-governador do Maranhão, afirmou que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deveria encerrar a participação das Forças Armadas na Comissão de Transparência das Eleições (CTE), criada no ano passado pelo então presidente da corte, Luís Roberto Barroso, para a discussão sobre o sistema eleitoral brasileiro.

 

“Se tem um assunto do qual os militares não entendem no Brasil, é eleição. Quando chegaram ao poder, os militares acabaram com a eleição presidencial”, disse o chefe do Executivo maranhense. Os relatos dele foram publicados pela coluna de Bernardo Bello Franco, no jornal O Globo.

 

“Esta é uma questão inventada por Bolsonaro para justificar uma provável derrota em outubro. A Justiça Eleitoral organiza eleições eletrônicas desde 1996, sem nenhum caso de fraude. Não precisamos de chancela militar para realizar eleições no Brasil”, acrescentou.

 

Ministros do TSE já discutem o encerramento das atividades da comissão.

 

O tribunal rejeitou todas as propostas das Forças Armadas para as eleições deste ano.

247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp