Nordeste

Flávio Dino se reúne com Embaixada do Reino Unido e discute temática ambiental

Revista Nordeste – O governador do Maranhão Flávio Dino reuniu, virtualmente, nesta sexta-feira (29) com representantes da Embaixada do Reino Unido no Brasil. Como presidente do Consórcio da Amazônia Legal, o governador do Maranhão destacou temas como a importância da cooperação internacional no combate à pandemia; o combate ao desmatamento ilegal da Amazônia e a importância da implementação da política nacional de serviços ambientais.

“Enfatizamos a importância da cooperação internacional para ajudar os estados da Amazônia com acesso a insumos, a vacinas. Além disso, a ideia de juntos combatermos o desmatamento ilegal da Amazônia e a importância de uma política nacional de serviços ambientais para manter a floresta em pé. Para isso, é vital que as populações da Amazônia tenham acesso a recursos econômicos e um dos caminhos é estimularmos a bioeconomia, a economia verde, com práticas produtivas sustentáveis e a cooperação internacional é muito importante para essa finalidade”, assegurou o governador Flávio Dino.

Para a embaixadora Liz Davidson, encarregada de negócios da Embaixada do Reino Unido, esse é um diálogo importante porque há um alinhamento nas questões relacionadas à defesa do meio ambiente e ao conjunto de ações que já estão sendo implementadas pela embaixada do Reino Unido no Brasil. “Apoiamos a agricultura sustentável, por meio de oportunidades para o setor privado e terceiro setor ao incentivar projetos inovadores. Estamos investindo nas cadeias sustentáveis, trabalhando no plano concreto de ações para que o Brasil possa receber mais investimentos que garantam o desenvolvimento de forma sustentável”, pontuou a embaixadora Liz.

Ao final, o presidente do Consórcio da Amazônia Legal dialogou sobre a importância de uma regulamentação do artigo 6º do Acordo de Paris, que é um acordo internacional que viabiliza que os países que prestam serviços ambientais ao mundo, como o Brasil, tenham possibilidade de auferir recursos financeiros por conta desses serviços ambientais.

“O artigo 6º do Acordo de Paris vai ser objeto de um debate importante que acontecerá na COP-26, que é a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, que será em Glasgow, na Escócia, em novembro. O artigo 6º é um dos itens principais desta conferência, que será presidida pelo Reino Unido, por isso é muito importante esse diálogo entre o Consórcio da Amazônia Legal e a Embaixada do Reino Unido no Brasil”, assegurou o governador.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp