MARANHÃO

Floresta Viva terá maior viveiro público do país

Com o objetivo de recuperar áreas degradadas e promover cadeias produtivas sustentáveis, o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), lança nesta quinta-feira, 4, o programa Floresta Viva Maranhão. O evento será realizado no campus da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) da cidade de São Bento, às 9h, com a presença do governador Carlos Brandão.

 

Coordenado pela Sema, a primeira etapa do Floresta Viva já está em andamento com a criação do maior Viveiro Público do Brasil. A ação integra um dos eixos do programa, que visa o fortalecimento da bioeconomia.

 

O Viveiro está localizado no município de São Bento, na região da Baixada Maranhense, com capacidade de produção anual de 1 milhão de mudas, em uma iniciativa inovadora para a proteção e restauração dos habitats naturais locais. A Baixada Maranhense, reconhecida como um Sítio Ramsar (zona úmida de importância internacional), destaca-se por sua biodiversidade.

 

Para essa etapa, foi selecionado como carro-chefe o cultivo da juçara ou açaí, fruto nativo com grande potencial para fortalecimento da cadeia produtiva na Amazônia Maranhense. Nos últimos anos, o Maranhão aumentou a preservação do açaí, consolidando-se como um dos maiores produtores do fruto.

 

O programa beneficiará 100 famílias no município, incentivando o cultivo de espécies nativas e criando oportunidades econômicas para ampliar a renda no meio rural. A ideia é desenvolver uma economia verde com equilíbrio, garantindo que as populações locais tenham a oportunidade de se beneficiarem com a geração de trabalho e renda.

 

Outros eixos

 

Além da bioeconomia, o Floresta Viva Maranhão prevê ações externas para a recuperação de áreas degradadas, prevenção e combate ao desmatamento, queimadas e incêndios florestais. Constam ainda no programa a comercialização de créditos de carbono, incentivo ao crédito rural pela preservação e manutenção da floresta em pé e em prol do desenvolvimento sustentável e inclusivo.

 

Parceiros

 

Parte do compromisso para a execução do programa conta com a parceria de diversas empresas. Até agora, 15 empresas já manifestaram apoio, que será efetivado com a assinatura de adesão ao Programa Floresta Viva Maranhão na solenidade de lançamento. São elas Eletrobrás, Eneva, Fertgrow, Taesa, Mineração Aurizona, Alumar, Re.green, Biomas, Gera Maranhão, BR Carbon, EMAP, Dislub, Energize, Inpasa, Mombak e Biofix.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp