Nordeste

Fonteles lidera disputa pelo governo do Piauí contra 26% de Mendes, mostra pesquisa

O pré-candidato do PT, Rafael Fonteles, lidera a disputa pelo governo do Piauí com mais de 4 pontos percentuais de vantagem sobre o pré-candidato do União Brasil, Sílvio Mendes, revela a mais nova pesquisa do Instituto Datamax, divulgada nesta segunda-feira (6). Fonteles tem 30,40% das intenções de voto na pesquisa estimulada (em que os entrevistados são informados sobre os nomes dos pré-candidatos), contra 26% do adversário.

 

Com apoio do ex-presidente Lula (PT), também na pesquisa estimulada, a vantagem de Rafael Fonteles passa para quase 30 pontos percentuais – ele teria 50,95% dos votos dos piauienses se a eleição fosse hoje. Sílvio Mendes aparece com 21% das intenções de voto com apoio do ministro da Casa Civil do Governo Bolsonaro, Ciro Nogueira (Progressistas).

 

A pesquisa mostra ainda o pré-candidato do PL, Major Diego, com 5,90%, com apoio de Jair Bolsonaro (PL); e Gessy Fonseca (PSC), apoiada por Pastor Everaldo, com 1,95%. Na sequência vêm Alessander Mendes (Podemos), apoiado por Renata Abreu, com 0,55%; Ravenna Castro (PMN), apoiada por Carlos Massarollo, com 0,45%; Wallace Miranda (Novo), apoiado por Eduardo Ribeiro, com 0,40%; Venício do Ó (PTB), apoiado por Roberto Jefferson, com 0,35 %; e Gustavo Henrique Senador (Patriota) apoiado por Fred Costa, com 0,20% das intenções de voto. Os votos nulos ou em brancos somam 9,50%; e não sabem ou não opinam, 8,75%.

 

Na pesquisa estimulada sem considerar os apoios, Gessy Fonseca aparece com 2,35% dos votos e Major Diego com 1,95%, seguidos de Ravenna Castro (0,90%), Venício do Ó (0,75%), Alessander Mendes (0,65%), Wallace Miranda (0,45%), e Gustavo Henrique Senador, com 0,30%. Os votos nulos ou em brancos somam 12,10%; e não sabem ou não opinam, 24,15%

A pesquisa, encomendada pela Band TV Piauí, ouviu 2 mil pessoas entre 28 de maio e 3 de junho em 88 municípios do Piauí. A margem de erro é de 2,19 pontos para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/PI) sob o protocolo PI-02548/2022 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-04283/2022.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp