Ceará

Frigoríficos vendem ossos de ‘primeira e de segunda’ em Fortaleza

Frigoríficos da periferia de Fortaleza estão comercializando ossadas de primeira e de segunda, informa reportagem do Diário do Nordeste sobre a fome. O portal de notícias informa que “o osso de primeira custa R$ 9 o quilo, enquanto o osso de segunda, R$ 5”, ao mesmo tempo em que o aumento da demanda levou a uma alta no preço dos produtos.

 

“As ossadas sempre estiveram presentes nos açougues do Nordeste sendo usadas em caldos, sopas, feijão, entre outros pratos. No entanto, com a alta no preço dos alimentos, como a carne, que subiu 24,4% em 12 meses em Fortaleza, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), muitas famílias mais vulneráveis passaram a recorrer às ossadas como ítem principal no prato”, destaca a reportagem.

 

Maria da Penha Ferreira de Sousa, que está desempregada, relatou ao jornal que a última vez em que comprou carne foi em fevereiro. “Tem vez que dá aquela vontade, mas infelizmente não dá (para comprar). Até os ossos que eu gostava pra fazer sopa deu uma subida e não comprei mais”, declarou a mulher de 36 anos, cuja única renda é o auxílio emergencial de R$ 375.

com 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp