Arquivo Nordeste

Fux prevê que plenário do STF julgue liberação de cultos nesta quarta

Nunes Marques deu liminar na contramão da decisão que definiu que governadores e prefeitos têm prorrogativa para adotar medidas de restrição

THAYNÁ SCHUQUEL

Presidente da Suprema Corte, Luiz Fux

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luz Fux, deve marcar para esta quarta-feira (7/4) o julgamento que definirá a liberação ou não da realização de cultos e outras práticas religiosas presencialmente durante a pandemia da Covid-19. Segundo assessores, essa é a expectativa na Corte, apesar de a data não ter sido oficialmente agendada.

De acordo com fontes do Supremo, será necessário esperar a definição do ministro Gilmar Mendes em outros dois processos sobre o mesmo tema, nos quais ele poderá pedir o envio ao plenário.

Os dois processos contestam a ordem do governo de São Paulo de proibir a presença de público em cultos religiosos durante a fase mais crítica da pandemia da Covid-19.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp