Brasil

Gilberto Gil é eleito para a Academia Brasileira de Letras

O cantor e compositor Gilberto Gil foi eleito por maioria absoluta à cadeira de número 20 da Academia Brasileira de Letras (ABL), nesta quinta-feira (11).

 

Gil, que teve 21 votos, concorreu com o poeta Salgado Maranhão (7 votos), e o autor e crítico literário Ricardo Daunt (nenhum voto).

 

Gilberto Gil deve assumir o posto em março de 2022, quando o órgão volta do recesso de fim de ano.

 

A cadeira 20 estava ocupada pelo acadêmico e jornalista Murilo Melo Filho, que morreu em maio de 2020. Mas já foi ocupada pelo general Aurélio de Lyra Tavares (1905/1998), que, como ministro do Exército, assinou o Ato Institucional número 5, de 13 de dezembro de 1968, que piorou ainda mais a ditadura militar do qual o cantor foi vítima e obrigado a se exilar juntamente com Caetano Veloso.

 

Gil ficou preso de dezembro de 68 a fevereiro de 69 e, após ser solto, seguiu confinado em casa até julho. Depois, ambos foram exilados em Londres.

 

O jornalista Ancelmo Gois lembra que no exílio, o artista compôs “Aquele Abraço”, uma espécie de hino de despedida do Brasil, onde cita até o bairro onde fica o quartel em que esteve preso, no verso “Alô alô, Realengo”.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp