Ceará

Governadora do Ceará deixa PDT após partido barrar candidatura

A governadora do Ceará, Izolda Cela, anunciou, na tarde desta terça-feira (26), que vai se desfiliar do PDT. O anúncio acontece após reunião do partido que definiu o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, como candidato ao governo.

 

A atual chefe do Executivo estadual era apoiada pelo ex-governador Camilo Santana (PT). Roberto Cláudio, por sua vez, era o favorito do candidato à presidência, Ciro Gomes (PDT). A vitória de Roberto Cláudio, na convenção interna do PDT, culminou no rompimento da aliança mantida entre PT e PDT no Ceará. O PT, inclusive, decidiu lançar um candidato próprio ao governo, o deputado estadual licenciado Elmano de Freitas.

 

Por meio das redes sociais, a governadora informou sobre a decisão. “Temos hoje, através de legítima decisão dos partidos que têm ajudado a construir esse projeto em prol do Ceará, duas candidaturas lançadas ao Governo do Estado. Poderíamos já estar todos unidos contra o fascismo, a intolerância e o ódio”, disse Izolda.

 

“Defendi isso desde o início, juntamente com Cid, Camilo e tantos outros. Diante desta nova realidade, e respeitando as decisões tomadas, anuncio o meu pedido de desfiliação do PDT. Sigo com determinação para cumprir esta honrosa tarefa no comando do Governo do Estado pedindo sempre as bênçãos de Deus para fazer o melhor para os cearenses”, complementou a governadora.

g1


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp