Brasil

Governo aponta ataque hacker na Saúde e adia exigência de passaporte da vacina

O governo de Jair Bolsonaro, que sabotou o combate à Covid-19 no Brasil e sempre adotou um discurso antivacina, usou o ataque hacker ao Ministério da Saúde para adiar a exigência de passaporte da vacina para estrangeiros que entram no Brasil. “O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, anunciou nesta sexta-feira que o governo federal adiará em pelo menos uma semana a exigência do certificado de vacinação. A medida começaria a valer a partir deste sábado. Um novo documento deve ser publicado ainda nesta sexta”, informa a jornalista Ingrid Ribeiro, do jornal O Globo.

 

“O ministério está estruturando algumas ações que vão ser tomadas em função da indisponibilidade, em especial do sistema da vacina. Mas uma decisão eu já posso antecipar: estive na Casa Civil e a gente vai postergar a vigência da portaria que trata das fronteiras, em especial aqueles itens que tratam do certificado de vacinação ou, em caso contrário, o cumprimento da quarentena”, disse o número 2 da Saúde, em conversa com jornalistas.

 

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp