Pernambuco

Governo de Pernambuco apresenta projeto de triplicação da BR-232

Obras serão realizadas no trecho que dá acesso à Região Metropolitana do Recife (RMR)

 

O Governo de Pernambuco lançou, na sexta-feira (29), o edital para a triplicação da BR-232. Durante a cerimônia, realizada no Palácio do Campo das Princesas, o projeto do trecho que dá acesso à Região Metropolitana do Recife (RMR) ganhou a assinatura do governador Paulo Câmara e foi apresentado oficialmente.

A triplicação vai beneficiar mais de 4 milhões de usuários, diminuindo o tempo de viagem em 60%. A BR-232 tem um tráfego diário de 67 mil veículos. O trecho destacado, que mede aproximadamente 6,8 quilômetros, vai do final da Avenida Abdias de Carvalho até as proximidades da entrada da BR-408.

O projeto integra o “Plano Retomada”, programa estadual de retomada econômica lançado em agosto. As obras devem ser iniciadas em janeiro de 2022, com prazo de conclusão estimado de 12 meses. O custo previsto é de R$ 93 milhões, oriundos de fontes próprias do Governo do Estado.

De acordo com o projeto, o percurso ganhará iluminação em LED, novo sistema de drenagem, paisagismo, ciclovia e três passarelas.  O plantio dais de mil árvores de grande porte ao longo do trajeto, além da dimunição no tempo de viagem, possibilitará uma redução de 6 toneladas na produção de CO2.

Ficará sob a responsabilidade da Prefeitura do Recife a implementação do projeto paisagístico e da iluminação das alças viárias que dão acesso à BR-232.“Um dos principais objetivos desse projeto é também modificar o uso funcional dessa rodovia. Vamos garantir a acessibilidade para todos os pedestres. Não haverá a necessidade de lombada eletrônica, mas sim de uma adequada sinalização horizontal e vertical”, apontou Fernandha Batista, Secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos do Estado.

“Essa obra vai permitir também a integração dos moldais. Hoje temos ônibus que vêm de Jaboatão, por exemplo, e são obrigados a entrar na Abdias de Carvalho para fazer o retorno apenas próximo à Chesf, fazendo um percurso de aproximadamente 9 quilômetros. Então, o transporte coletivo também terá um ganho significativo”, complementou a secretária, que garantiu a implantação de retornos em nível na rodovia.

Sobre o impacto na utilização da BR durante a execução da obra, Fernandha Batista afirmou que a previsão é que o tráfego no local sofra o mínimo possível de interferência. “O objetivo principal é garantir o funcionamento das quatro faixas. Como é uma rodovia saturada, não temos a opção de fechar de um lado e do outro. Nas épocas festivas, haverá paralisação temporária dos seviços, para garantir o pico do fluxo de forma mais segura”, garantiu.

Em conversa com a imprensa, o governador Paulo Câmara assegurou o pagamento de verbas indenizatórias para os donos de imóveis que serão desapropriados. “Teremos todo o diálogo e transparência. Já foram contatados os proprietários e os recursos para as indenizações já estão garantidos. É fundamental triplicarmos essa saída e vamos fazer isso de uma forma que não prejudique ninguém. Todos serão indenizados no prazo certo e terão todas as condições para que possam se realocar em outros lugares”, disse. 

*Folhape


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp