Ceará

Governo do Ceará entrega notebooks a quase 11 mil estudantes

Ana Quezia Dias, de Tianguá, cidade da Serra da Ibiapaba, é uma dos 10.910 jovens contemplados com notebooks entregues pelo Governo do Ceará. O governador Camilo Santana participou da cerimônia de entrega, na manhã desta quinta-feira (9), realizada para 400 representantes, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. Também estiveram presentes a vice-governadora Izolda Cela; a secretária da Educação, Eliana Estrela; o procurador-geral de Justiça do Ceará, Manuel Pinheiro; e o deputado estadual Antônio Granja; além de professores e gestores escolares.

 

Para Quezia, que concluiu o Ensino Médio na Escola Liceu de Tianguá José Ni Moreira, o notebook vai facilitar o acesso aos estudos que estão cada vez mais on-line. “O notebook vai me ajudar bastante para estudar. Eu tinha ganhado o Tablet do Governo do Ceará, e aí o notebook veio na hora certa. É um reconhecimento por todo o esforço no Ensino Médio”, afirmou a estudante, que iniciou o curso de Letras-Inglês no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) de Tianguá.

 

A premiação integra a política continuada de Educação do Estado do Ceará, desenvolvida por meio da Secretaria da Educação (Seduc), e reconhece a dedicação e o esforço de estudantes que se destacam pelo desempenho acadêmico na rede estadual de ensino. Foram beneficiados alunos das 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio, incluindo os da Educação de Jovens e Adultos do nível médio (EJA – Médio). O investimento na aquisição dos equipamentos foi de mais de R$ 20 milhões.

O governador falou da alegria de entregar o prêmio aos estudantes, ressaltando a importância de investir em educação. “Eu sempre digo isso, nenhum país do mundo cresceu, se desenvolveu e deu oportunidades sem ter investido na educação. E é o que o Ceará tem feito, com todas as dificuldades que vocês possam imaginar, mas é um orgulho para todos nós, independentemente de ideologia e política, imaginar que o Ceará hoje é uma referência. Precisamos avançar muito, queremos e vamos avançar cada vez mais, mas eu tenho muito orgulho de todos nós cearenses, alunos, professores, familiares e todos os trabalhadores, porque o Ceará hoje tem reconhecimento nacional e internacional pelas suas políticas”, declarou Camilo Santana.

A vice-governadora Izolda Cela também destacou o empenho dos estudantes e dos profissionais que atuam para garantir o desenvolvimento da educação pública no Ceará. “Emoção é o que a gente vê no olho dos professores de vocês quando vocês alcançam esses bons resultados e vitórias. Além de todo o repertório de procedimentos que precisam acontecer, é preciso haver emoção, ter comprometimento real com o que representa o sucesso de cada um de vocês, com a vida aqui e agora, as famílias de vocês e para a nossa sociedade também”, apontou.

Essas ações e comprometimento fazem o Ceará colher bons resultados. No Ideb para o Ensino Médio, o Estado conta com 21 escolas entre as 100 melhores do país. Além disso, das 100 escolas de ensino médio com bons resultados de aprendizagem e que atendem alunos com baixo nível socioeconômico, 55 são do Ceará, de acordo com o estudo sobre a qualidade do ensino médio realizado pelas instituições Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), Fundação Lemann, Instituto Unibanco e Itaú BBA.

 

“É um time valoroso que se dedica no dia a dia por uma educação cada vez melhor, que é exatamente olhar para os mais vulneráveis, é tentar chegar junto. O governador lançou agora o AvanCE. E uma coisa que o governador também autorizou que tem sido importante é o Busca Ativa”, reforçou a titular da Seduc, Eliana Estrela.

Conectividade

Em tom emocionado, Kelvia Ribeiro, de Pacajus, foi uma das estudantes a representar os agraciados, e avaliou que o equipamento amplia o acesso de muitos jovens cearenses ao conhecimento por meio da Internet. Para ela, que cursou todo o Ensino Médio na Escola Dione Maria Bezerra Pessoa, conectividade é um direito alinhado à educação pública de qualidade.

 

“[Notebook] Vai não só ajudar os outros alunos que não têm condições de comprar, como também vai me ajudar porque eu também não tenho condições. Quando a Ana Laura, minha ex-coordenadora, me ligou, eu fiquei assim sem acreditar. Eu acho que isso é uma iniciativa muito boa do nosso Estado, da nossa Educação, estar proporcionando isso para os alunos, porque eu vi muita gente desistindo da faculdade porque não tinha como assistir a aula, desistindo de ir para a escola”, relatou Kelvia, que agora estuda Terapia Ocupacional na Universidade Estadual do Ceará (Uece).

Nesse sentido, o Governo do Ceará desenvolve ações para garantir conectividade aos estudantes cearenses. Por meio do Programa Ceará Educa Mais, foram entregues tablets e chips de Internet para os alunos da rede estadual.

 

“Durante essa pandemia, nós não paramos o Ensino Médio. Nós entregamos cartões de alimentação e cesta básica. Entreguei chips [de Internet] para todos os alunos da rede pública estadual e, aliás, também para alunos de baixa renda das universidades públicas do Estado. Entreguei tablets, e transformei isso em política pública permanente. A pandemia acelerou a conectividade, que é uma ferramenta complementar à educação”, justificou Camilo Santana.

 

Outra iniciativa que vai expandir ainda mais o acesso à Internet é o Programa Ceará Conectado, desenvolvido por meio da Secretaria do Planejamento e Gestão e da Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice), que levará internet gratuita e acessível para todos os 184 municípios cearenses, integrando órgãos e serviços públicos como as escolas da rede estadual, por exemplo.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp