Brasil

Governo estuda intervenção da Força Nacional em estados, diz jornalista

Membros do governo federal discutem a tese de que a Força Nacional pode ser empregada em intervenções em estados e municípios sem a aprovação de governadores, bastando apenas uma ordem ministerial.

 

De acordo com o jornalista Leonardo Sakamoto, no UOL, a interpretação é de que, em um eventual golpe de Estado, a utilização da Força Nacional seria mais simples que as Forças Armadas.

 

A base da Força Nacional é de policiais militares, categoria que vem demonstrando apoio público a Jair Bolsonaro. O Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou, em setembro de 2020, a tese de que a Força Nacional pode atuar à revelia dos governadores.

 

O debate sobre a capacidade de a Força Nacional intervir em estados surgiu em março de 2013, quando o governo Dilma Rousseff, sob a justificativa de reforçar a proteção ambiental, editou o decreto 7.957. A medida permitiu que A Força Nacional “poderá ser empregada em qualquer parte do território nacional, mediante solicitação expressa do respectivo Governador de Estado, do Distrito Federal ou de Ministro de Estado”.

Com 247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp