Brasil

Isolado e em desvantagem nas pesquisas, Bolsonaro critica Fiesp por articular manifesto pela democracia

Ocupante do Palácio do Planalto diz que o documento é “lamentável”, tem teor político e visa a defender candidatura de Lula

247 –  Jair Bolsonaro criticou o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Josué Gomes, por organizar um manifesto em defesa da democracia que reúne assinaturas de associações empresariais e da sociedade civil.

Bolsonaro disse que o documento tem teor político e visa defender a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “É uma nota política em ano eleitoral”, disse Bolsonaro durante live transmitida nas redes sociais nesta quinta-feira (28), à noite.

O chefe do Executivo ainda chamou a postura do presidente da Fiesp de “lamentável”.  


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp