Paraíba

João diz que não existe momento bom ou ruim para impeachment, mas espera distensionamento da relação com Bolsonaro

O govenador João Azevêdo (Cidadania) declarou nesta sexta-feira (10) que a possibilidade de impeachment de um governo deve ser analisada independente do momento do país. A tese de crime de responsabilidade do presidente Jair Bolsonaro foi levantada por analistas após ameaças de golpe e tensionamento com os demais Poderes.

Azevêdo declarou, no entanto, que a discussão precisa ser feita com maturidade, pois quem sofre com a crise institucional é o povo.

“Não tem momento bom ou  momento ruim para impeachment, impeachment é impeachment. Se houve crime de responsabilidade, tem que ser apurado e se houver indicação para tal, que ocorra.  Acho que a discussão nesse momento é que precisa ter muita maturidade porque quem perde sempre em momentos de crise como esse é a população. Tá aí o custo de vida hoje para todos nós, tá aí o desemprego, tá aí a fome, tudo isso fruto evidentemente de decisões políticas que foram tomadas com certeza na direção errada”, declarou. 

João destacou ainda esperar que, após a nota divulgada ontem por Bolsonaro e reunião com o ex-presidente Michel Temer, ocorra o distensionamento da relação com os governadores. Ele ressaltou que os líderes estaduais pediram agenda com Bolsonaro, mas ainda não foram atendidos.

“Esperamos que sim, nós torcemos para que isso ocorra. Afinal de contas é o ambiente que se precisa, de convivência civilizada, que fará com que o país volte minimamente à normalidade. Nós estamos ainda no meio de uma pandemia, nós temos uma crise econômica violenta, nós temos o mapa da fome aí, o Brasil voltando para ele, as pessoas precisando de emprego, precisando de comida, e esse clima que o Brasil viveu pelo menos até esse dia 8 de setembro não interessa a ninguém. Os governadores já apresentaram inclusive solicitação de uma agenda que até agora não foi ainda montada com a presidência da república para que a gente possa colocar exatamente isso, o interesse nosso é criar um momento pelo menos para trazer esperança”, definiu.

*WSCOM


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp