Política

Juiz que autorizou operação contra Ciro e Cid Gomes inocentou homem que negou holocausto

O pré-candidato a presidente da República pelo PDT, Ciro Gomes, e seu irmão, o senador Cid Gomes (PDT-CE), foram nesta quarta-feira alvos de uma operação da Polícia Federal por suspeita de participação em esquema de corrupção envolvendo a obra da Arena Castelão para a Copa de 2014. A ação policial foi autorizada pelo juiz Danilo Dias Vasconcelos de Almeida, da 32ª Vara Federal Criminal do Ceará.

 

Danilo Dias Vasconcelos de Almeida tem decisões controversas na carreira e que vieram à tona nas redes sociais.

 

Em 9 de novembro deste ano, o juiz absolveu um homem que negou a existência do holocausto, que matou milhões de judeus e foi classificado por ele (réu) como “falacioso”.

O homem foi indiciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por racismo, mas inocentado por Almeida.

 

Segundo o juiz, negar um fato histórico não é crime.

247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp