Brasil

Lira defende legalidade do “orçamento secreto” e Fux diz que plenário irá decidir

247 – Em reunião com o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), defendeu a legalidade do “orçamento secreto”.

 

Antes, ele se manifestou com um recurso ao Supremo para revogar a liminar da ministra Rosa Weber que suspendeu a execução orçamentária das emendas de relator. Ela suspendeu pagamentos do chamado “orçamento secreto” até que o caso seja avaliado pela Corte.

 

As emendas foram utilizadas pelo governo Bolsonaro para comprar apoio parlamentar às vésperas da votação da PEC dos Precatórios.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp