Internacional

Lula diz à imprensa mexicana que “América Latina deve estar unida por um mundo que quer a paz e não suporta a guerra”

O ex-presidente, que se encontra com o presidente mexicano nesta quarta-feira, disse que decidirá sobre sua candidatura após a viagem

247 – Em viagem ao México para um encontro com o presidente Andrés Manuel López Obrador, o ex-presidente Lula (PT), em entrevista ao jornal ‘La Jornada‘, falou sobre a necessidade de um ‘mundo de paz’, e sobre a importância da união da América Latina por este objetivo.

“Precisamos trabalhar em um mundo de cooperação, equilíbrio e paz, com instituições internacionais representativas e eficazes. Os problemas ambientais, especialmente o aquecimento global, a pandemia e as desigualdades brutais dentro e entre países, exigem uma profunda reforma da governança global. A América Latina deve estar unida neste esforço por um mundo que quer a paz e não pode mais suportar a guerra”, afirmou.

Ainda que a fala não tenha sido direcionada ao conflito entre Rússia e Ucrânia no leste da Europa, está em sintonia com a manifestação do petista de dias atrás, no início da guerra. Sobre o Brasil, Lula destacou o desastre do governo Jair Bolsonaro (PL), que empobreceu os brasileiros e é “resultado direto do sentimento antipolítico que as elites, com a ajuda dos setores midiáticos, plantaram no Brasil”.

Lula afirmou que definirá sua possível candidatura à Presidência ao retornar da viagem. “Já fui candidato muitas vezes e já fui presidente. Eu nunca me veria como presidente antes das eleições, isso seria um grande erro. Sou um ex-presidente que está avaliando, conversando com muitas pessoas (para decidir) se serei candidato novamente, uma decisão que devo tomar quando voltar do México. Eu tenho uma vantagem e um desafio. Tive muito sucesso como presidente, saí com 87% de aprovação, com o Brasil crescendo 7,5% ao ano e um grande papel no cenário internacional. Tudo isso com democracia, liberdade de imprensa, liberdade de expressão. As pessoas se lembram disso. E meu desafio é voltar, fazer melhor do que já fiz, com toda a experiência e aprendizado que tive ao longo dos anos”.

Sobre López Obrador, com quem se reunirá, o petista rasgou elogios. “Tenho muitos amigos no México, que vive um momento importante com o governo progressista de Andrés Manuel López Obrador, o popular AMLO. A relação entre Brasil e México é importante por vários motivos, a começar pelo fato de serem os dois maiores países da América Latina. [López Obrador] conseguiu afirmar a autonomia do México sem criar antagonismos, contribuindo para uma relação mais equilibrada em nosso continente, essencial para o desenvolvimento latino-americano”.

*Brasil247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp