Política

Lula diz que não disputará eleições em 2022 e constrói frente ampla contra Bolsonaro com Ciro Gomes, Haddad e Flávio Dino

28/10/2020


Na imagem o ex-presidente Lula e Ciro Gomes

Brasil 247 – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu entrevista ao Diário do Grande ABC e, ao ser questionado sobre suas pretensões políticas em 2022, indicou que não deve ser candidato a presidente. Mais do que isso, Lula incluiu Ciro Gomes, do PDT, entre os possíveis nomes de uma frente ampla que eles vem construindo contra Jair Bolsonaro.

“Hoje nós temos quatro governadores, nós temos o Flávio Dino, nós temos o Ciro Gomes, temos o Fernando Haddad”, disse ele.

Dos quatro governadores do Partido dos Trabalhadores, três terão completado dois mandatos e poderão se colocar como presidenciáveis. São eles Camilo Santana, do Ceará, Wellington Dias, do Piauí, e Rui Costa, da Bahia. Fátima Bezerra, do Rio Grande do Norte, deve buscar a reeleição.

Flávio Dino, do PCdoB, também é citado com frequência como presidenciável. A novidade, na entrevista, foi Lula ter incluído Ciro Gomes como um dos potenciais nomes, ao lado de Fernando Haddad, o que indica um cessar-fogo entre PDT e PT.

Na mesma entrevista, Lula também disse torcer pela eleição de Joe Biden e afirmou que o Brasil não pode e não deve ser colônia dos Estados Unidos – o que, na prática, parece ser o projeto de Jair Bolsonaro e de sua equipe.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.