Nordeste

Lula: ‘falam em polarização porque sabem que se voltarmos faremos mais do que já fizemos’

O ex-presidente rebateu o discurso da elite sobre uma falsa polarização entre ele e Bolsonaro em 2022: “tem de um lado nós, que representamos o povo trabalhador, e de outro lado um fascista, que representa os milicianos que ele ajudou a criar”

247 – O ex-presidente Lula esteve em Natal, no Rio Grande do Norte, nesta terça-feira (24) e se reuniu com lideranças políticas em um evento com movimentos sociais e culturais.

Em seu discurso, Lula rebateu a falsa polarização que a elite brasileira tenta emplacar, dizendo que a eleição de 2022 estaria radicalizada caso os candidatos fossem o ex-presidente e Jair Bolsonaro. 

“Onde é que está a polarização?”, questionou o petista. “Tem de um lado nós, que representamos o povo trabalhador, e de outro lado um fascista, que representa os milicianos que ele ajudou a criar”. 

“A preocupação que eles têm é a seguinte: se a gente voltar, empregada doméstica vai voltar a ser respeitada. Se a gente voltar, trabalhador volta a ser respeitado, Se a gente voltar, vamos ter que cuidar das privatizações que eles fizeram porque a gente sabe que esse país não será soberano se não tiver empresas públicas fortes, se não tiver o Banco do Brasil, a Caixa, o BNDES”, acrescentou.

Lula disse ainda que, se eleito, recuperará a imagem internacional do país, que se tornou um pária sob a gestão Bolsonaro. “Se for candidato é para ganhar, e se for para ganhar é para fazer mais do que fizemos da primeira vez. Estamos mais preparados, mais calejados. Esse país vai voltar a andar de cabeça erguida no mundo. Ninguém vai virar as costas para brasileiro no exterior. Ninguém vai ter vergonha do passaporte de brasileiro. A pessoa vão nos respeitar porque esse país vai se respeitar e respeitar todo mundo”.

*Brasil247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp