Paraíba

Lula ignora apoio do governador e do presidente do PSB nacional na fase em que o PT mais precisa de apoio. Ou acha que o MDB resolve sem Alckmin?

De Brasília e São Paulo, de onde emanam as decisões mais importantes a interferir nas disputas eleitorais nos estados , vem informação absolutamente procedente, segundo a qual o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, está em vias de tomada de posição a interferir na eleição de Lula.

 

 

São vários cenários mas, o último, diz respeito à atitude do presidenciavel Lula de anunciar e vir à Paraiba apoiar a candidatura do senador Veneziano Vital, do MDB, dia 4 de agosto, ignorando por completo o fato do governador João Azevedo ser também candidato aliado de primeira hora sem reconhecimento à altura até agora.

 

 

Pode romper? Esta pergunta ainda não entrou em voga na agenda, mas o presidente nacional do PSB não suporta mais, segundo interlocutores, a forma de mau trato de Lula e do PT com o pre-candidato do PSB na Paraiba, segundo as pesquisas, com chances de reeleição.

 

 

Por incrível que pareça, as desfeitas permanentes do PT e de Lula com o PSB e João Azevedo estão em vias de gerar graves consequências porque o partido socialista não aguenta mais tantos atos de desconsideração e se prepara para reagir.

A rigor, o partido não quer exclusividade e admite mais de um palanque, mas não aceita mais maus-tratos.

 

Entre os líderes do PSB, conviver com o MDB faz parte do jogo mas ignorar é tratar mal aliados primeiros implica em contra reação à altura pois, conforme os interlocutores, Lula não trata à altura o maior eleitor da Paraiba e assim precisa se enquadrar na realidade pois o PSB é o partido do vice-governador, dizem.

 

Eis mais um capítulo da novela conhecida.

 

ULTIMA

“Em terra de cego/quem tem um olho é rei”


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp