Internacional

Lula reanima Argentina em viagem histórica assumindo condição de maior liderança política da América Latina

O ex-presidente Lula tem marcado sua passagem histórica pela Argentina sendo recebido com honras de Chefe de Estado também retribuindo o gesto do Presidente Alberto Fernández de ter visitado-o na prisão em Curitiba pedindo aos argentinos e suas lideranças que apoiem o Governo atual.

Ao longo dos três últimos dias, além de encontros com lideranças sindicais e ter sido homenageado pela condição de liderança dos Direitos Humanos, a recepção da multidão argentina a Lula na sexta-feira em plena Praça de Maio transformou o ex-presidente brasileiro, sem dúvidas, na maior liderança política de toda a América Latina.

Neste sábado, também, em encontro com líderes sindicais, Lula demonstrou conhecimento profundo sobre a geopolítica global dos últimos dando verdadeira aula de história provando que somente o Estado é a instância de solução para os problemas nas várias sociedades.

A América do Sul foi, contudo, parte do centro de avaliação do ex-presidente mostrando números reais entre a realidade atual e o passado recente quando ele e Dilma presidiram o Brasil e construíram a Unidade Sul-Americana progressista com resultados efetivos em favor dos Países.

No seu discurso antológico, Lula deixou muito claro seu posicionamento em favor de relações diplomáticas com a Argentina numa hipótese de possível candidatura vitoriosa em 2022 para resgatar o MERCOSUL como bloco econômico fortalecido.

Em síntese, mais uma viagem de forte impacto capaz até de interferir na eleição de segundo turno no Chile.

Não há nenhuma liderança na conjuntura com o tamanho histórico de Lula.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp