Nordeste

Lula volta a lembrar interferência da CIA e diz que “Brasil pode ser do tamanho dos sonhos de Getúlio”, 67 anos depois

Por Walter Santos, de Natal

O ex-presidente Lula falou nesta terça-feira para um auditório lotado de sindicalistas e artistas em Natal, onde cumpre agenda, sobre momentos da história que relatam seu conhecimento sobre episódios difíceis para o Brasil, como o suicídio de Getúlio Vargas, mas garantiu que o Brasil ainda pode ser do tamanho dos sonhos de Getúlio 67 anos depois. Ele voltou a comentar sobre a interferência da CIA (EUA) nos últimos tempos no Brasil, mas lembrou de episódio com Bush quando ao invés de apoiar a guerra do Iraque pretendida pelo americano, preferiu resolver a fome no Brasil.

Lula questionou o papel da elite brasileira que não aceita o país reduzir as desigualdades sociais oferecendo condições humanas e justas aos mais humildes diante do conceito de submissão aos americanos melhorando o padrão de vida e a economia.

– Eles simplesmente não suportam, mas vamos dar condições das empregadas domésticas voltarem a ter melhor padrão de vida – frisou.

PETROBRAS

Ele comentou:

“Estou em Natal hoje, 24 de agosto, 67 anos da morte de Getúlio Vargas. É triste ver que estão liquidando o legado da Petrobrás, que Getúlio criou em 53, numa grande luta do povo brasileiro pela soberania”, postou Lula no Twitter.

“Quando vocês verem o preço da gasolina ou uma mãe de família sem dinheiro para comprar um botijão de gás, lembrem que esse país pode e precisa ser do tamanho dos sonhos de Getúlio. E não o pesadelo mesquinho de Paulo Guedes e Bolsonaro”, acrescentou.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp