Internacional

Mais de um milhão de pessoas se despedirão de Maradona na Casa Rosada

247 – Na noite desta quarta-feira, órgãos do governo argentino trabalhavam numa operação de organização de postos de saúde e controles para que a despedida seja ordeira e que a passagem por um local fechado seja a mais curta possível, para diminuir as chances de contágio pelo coronavírus. São esperadas mais de um milhão de pessoas no palácio presidencial.

Durante a tarde da quarta-feira (25), a Plaza de Mayo começou se encher de gente e os bares do bairro foram cobertos com bandeiras comemorativas. Na noite da quarta-feira, às 10 horas, o número da camisa de Maradona, um aplauso que percorreu todo o país, tornou-se a primeira homenagem do povo ao seu ídolo.

“Diego Armando Maradona dedicou sua vida ao futebol, esporte que abraçou com paixão e total dedicação e no qual sua imensa habilidade com a bola o consolidou como o melhor jogador de futebol do mundo e uma pessoa que deixou os argentinos imensamente felizes”, diz o decreto de luto assinado pelo presidente da República, Alberto Fernández.

Em entrevistas, o chefe de Estado disse que Maradona foi “a Argentina no mundo, nos encheu de alegria e nunca poderemos retribuir com tanta alegria”, informa o jornal Página 12.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você