Maranhão

Maranhão: Juiz manda soltar empresário preso pela PF por suspeita de fraudes na Codevasf

A Justiça Federal do Maranhão determinou a soltura do empresário Eduardo Costa, conhecido como Eduardo “Imperador”, preso pela Polícia Federal na semana passada por suspeita de fraudes na Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), comandada pelo centrão.

 

“Não desconhecendo o alegado papel de liderança apontado pela argumentação persecutória, a liberdade provisória de Eduardo José Barros Costa não representa, por ora, perigo suficiente a viabilizar a decretação de prisão preventiva”, disse o juiz Luiz Régis Bomfim Filho, da 1ª Vara Federal de São Luís, no despacho que determinou a liberdade do empresário, de acordo com o jornal O Globo.

 

Ainda conforme a reportagem, o magistrado também estabeleceu o pagamento de uma fiança no valor de 100 salários mínimos (cerca de R$ 121 mil), e o uso de tornozeleira eletrônica. A decisão é contrária a um pedido do Ministério Público Federal (MPF) que havia solicitado a conversão da prisão temporária em preventiva.

 

Eduardo Costa é apontado como sócio oculto da empreiteira Construservice, que atuaria em licitações fraudadas abertas pela Codevasf. Na operação que resultou na prisão do empresário, a PF apreendeu cerca de R$ 1,3 milhão em espécie no endereço de um homem apontado como sendo um laranja ligado a ele.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp