Nordeste

Maranhão registra mais de 1,7 mil casos de dengue em 2020

Maranhão já registrou, até o momento, 1.768 casos foram confirmados de dengue, 64 de zika vírus, 105 de chikungunya e nenhum registro de febre amarela, de acordo com dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde nessa segunda-feira (21). Em 2019, foram mais de 2,5 mil casos de dengue, zika e chikungunya notificados no estado.

Por isso, a pasta estadual, em parceria com a Prefeitura de Paço do Lumiar, lança a campanha “Faça a sua parte na luta contra o mosquito!”, na manhã desta terça-feira (21), no Espaço Vivência, no bairro do Maiobão. O objetivo da atividade é iniciar a mobilização antes do inverno chuvoso no estado, período propício à proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

No bairro do Maiobão, agentes de endemias vão realizar visitar domiciliares para orientação sobre prevenção e análise de possíveis espaços de proliferação do mosquito. Além desta atividade, nesta segunda-feira (21), a SES deu início a aplicação de inseticida por meio do carro fumacê, em horários estratégicos, às 5h e após às 17h, momento em que as fêmeas buscam repasto do sangue (contato com sangue humano).

Dengue
A dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti por meio de quatro sorotipos o vírus (1, 2, 3 e 4) que estão em circulação no país. A intensidade de circulação é alternada e os surtos da doença costumam ocorrer quando há mudança na circulação. Existem dois tipos de dengue, a comum e a hemorrágica que é o tipo mais forte da doença.

Segundo o boletim médico do Ministério da Saúde, entre os principais sintomas estão febre alta (acima de 38º), dores musculares intensas, dor ao movimentar os olhos, mal estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas pelo corpo.

O diagnóstico é feito por um médico por meio de exames laboratoriais. Caso apresente algum desses sintomas, é importante procurar um serviço de saúde para diagnóstico e tratamento adequado. O Sistema Único de Saúde (SES) oferece tratamento gratuito para a doença.

Zika vírus e Chikungunya
A zika também é transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti, por meio de relação sexual e em mulheres gestantes, infecção atinge os fetos que podem nascer com microcefalia. Entre os sintomas estão vermelhidão e coceira pelo corpo, febre baixa, conjuntivite sem secreção, dor nas juntas e dor de cabeça.

Prevenção
Para combater a infestação do mosquito transmissor, além do suporte das autoridades, o cidadão também pode eliminar os focos ao adotar as estratégias de combate ao mosquito.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp