Brasil

Michelle aparece em rede nacional de TV em crime eleitoral do governo Bolsonaro

247 – Jair Bolsonaro pode ter cometido crime eleitoral ao colocar a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, em um pronunciamento em rede nacional de rádio e TV para transmitir uma mensagem de Dia das Mães e aproveitar para anunciar programas de governo para as mulheres, eleitorado em que o pré-candidato à reeleição vai de mal a pior, segundo as pesquisas.

 

Michelle apareceu ao lado da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Cristiane Rodrigues Brito, e mandou um “um abraço especial a todas as mães deste país, quilombolas, indígenas”, o que parece soar até como deboche depois de tantas agressões do atual governo contra as populações indígenas.

 

 

De acordo com o decreto 84.181 de 1979, a rede nacional de rádio e TV só pode ser convocada para pronunciamentos dos chefes dos Três Poderes, ou de ministros de Estado autorizados pelo presidente da República. A lei não autoriza pronunciamento de terceiros, lembrou no Twitter o repórter de Brasília Renato Souza, do portal R7.

 


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp