Brasil

Ministério de Saúde consegue comprar apenas 17% dos remédios de intubação

O Ministério da Saúde só conseguiu 17% do planejado para adquirir remédios do kit intubação. Foi o que apontou uma nota técnica do dia 12. Hospitais em cidades paulistas – como São Sebastião, São Carlos e Pirassununga – restringiram o atendimento de pacientes por falta de remédio. A informação foi publicada pelo jornal O Estado de S.Paulo.

O estoque federal de nove medicamentos do kit chegou ao fim e as reservas de outros dez estão quase acabando. Geralmente, a responsabilidade de comprá-los costuma ser de Estados, municípios e hospitais. Porém, segundo o documento, com o risco de desabastecimento nacional, o ministério tem o papel de facilitar as compras. A pasta vem recebendo alertas a respeito há mais de um mês.

O governo de São Paulo alertou o Ministério da Saúde para o risco de desabastecimento de medicamentos necessários à intubação de pacientes nas próximas 24 horas, caso os estoques não sejam repostos.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp