Alagoas

Ministério do Desenvolvimento Agrário garante recursos para Alagoas

O diretor-presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral), Jaime Silva, esteve em Brasília para se reunir com gestores do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e prestar contas das atividades do órgão. Durante a reunião, o secretário de Reordenamento Agrário, Adhemar Lopes de Almeida, garantiu 1 milhão e 258 mil reais em recursos para o instituto.

De acordo com o diretor-presidente do Iteral, assim que for liberada, a verba será investida em ações do lote 3. "O Iteral vai realizar a identificação de todas as propriedades dos municípios do lote 3, que corresponde a Branquinha, Santana do Mundaú e União dos Palmares, onde será feito um levantamento de áreas devolutas que estejam irregulares em relação aos dados das escrituras", afirmou Jaime Silva.

Além do recurso, o diretor-presidente do Iteral garantiu em Brasília a prorrogação da execução do convênio de regularização fundiária de 2009 para os municípios de Flexeiras, Messias, Murici, Joaquim Gomes, Novo Lino e São Luís do Quitunde. "Como o Iteral atendeu a todas as exigências do MDA e prestou contas de todas as pendências, solicitei a prorrogação por um ano do convênio para poder finalizar as atividades nesses municípios", disse Jaime Silva.

Os trabalhadores rurais dos municípios de Paulo Jacinto e Pindoba também serão beneficiados pelo MDA, por meio do Iteral, com 300 títulos de terras que serão entregues até dezembro deste ano, referente ao convênio de regularização fundiária de 2004.

META

A meta do Iteral é de até o fim do ano assentar mais 400 famílias em Alagoas. Para isso, o MDA, por meio do coordenador nacional do Crédito Fundiário, Francisco das Chagas Ribeiro Filho, deve liberar a compra de novas áreas produtivas.

"Apresentamos as atividades do Iteral para os gestores do MDA e eles puderam ver como está o andamento do Instituto. Com isso, conseguimos ser atendidos em algumas reivindicações para avançar com várias ações até o fim do ano", concluiu Jaime Silva, diretor-presidente do Iteral.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você