Brasil

Ministro da Saúde defende liberação de cultos: “Decisão judicial ninguém discute”

Após reunião encerrada há pouco com Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga defendeu a decisão do ministro do STF Nunes Marques que libera a realização de cultos religiosos presenciais no pior momento da pandemia.

“Decisão judicial ninguém discute, cumpre-se”, disse Queiroga, conforme reportado no Antagonista.

A decisão de Nunes Marques viola decisão unânime da Corte que assegura competência de estados e municípios para adotar medidas restritivas conforme a gravidade das realidades locais. Ela ainda vai contra o consenso da comunidade científica, que pressiona o Brasil a adotar medidas restritivas mais rigorosas para combater o aumento das contaminações e mortes decorrentes da Covid-19.


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp