Brasil

Ministro da Saúde incorpora dualidade ao recomendar Kit Covid ineficaz com uso de máscaras, mas “dominado” contra lockdown recomendado

L

Marcelo Queiroga. Foto: Agência Brasil

São os números que apontam para a extrema gravidade da Covid no Brasil com mais de 340 mil mortes diante do Governo Bolsonaro relutante a uma gestão central de medidas, sem adotar desde 2020 as políticas fundamentais como protocolo centralizado e ampla aquisição da quantidade de vacinas para 220 milhões de brasileiros. Pior, muito mais cedo do que se esperava, já atraiu para seu discurso negacionista o ministro Marcelo Queiroga, como aconteceu em Chapecó nesta 4a feira.

Pegou muito mal a fala do ministro reverberando o discurso do presidente Bolsonaro fortemente contrário ao lockdwon – condição essa recomendada por especialistas e instituições nacionais e internacionais para aplicação no Brasil, como que resistindo para manter o elevado nível de mortalidade nacional pela Covid.

Infelizmente, o Ministro se rendeu de vez ao negacionismo adotando discurso dúbio, ora defendendo máscaras e isolamento, mas sempre contrário ao lockdown – providência que para ser adotada exige que o Governo Federal desembolse de forma planejada novos recursos para os famintos e a parte da economia formada por micro e pequenas empresas.

O fato é que, na verdade e na prática quem tem ditado as normas é o “ministro ad oc ” Jair Bolsonaro deixando o ministro Marcelo Queiroga em maus lençóis, pois vai pagar caro o preço dos desatinos e graves problemas gerados pelo governo federal no trato da Covid.

O cenário continua muito ruim. Quem viver, verá.

http://revistanordeste.com.br/ministro-da-saude-incorpora-dualidade-ao-recomendar-kit-covid-ineficaz-com-uso-de-mascaras-mas-dominado-contra-lockdown-recomendado/


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp