Nordeste

Morte de homem em ‘câmara de gás’ da polícia em Sergipe tem repercussão na mídia internacional

 A morte de Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, no município de Umbaúba, em Sergipe, ganhou repercussão na imprensa internacional. O homem, com problemas mentais, segundo a família, foi brutalmente agredido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e jogado dentro do porta-malas de uma viatura com gás.

 

O diário inglês The Guardian, um dos mais importantes da Inglaterr, chamou a prática da polícia de “escândalo”. O Washington Post, dos Estados Unidos, também deu a notícia, enquanto o Le Parisien, da França, deu destaque à fala do sobrinho de Genivaldo, Wallyson de Jesus: “não é uma fatalidade, é um crime”.

 

Nesta quinta-feira, 26, o Ministério Público Federal (MPF) deu um prazo de 48 horas para que a PRF envie informações sobre o procedimento administrativo instaurado para fins de apuração da abordagem policial. O MPF também pediu informações à Delegacia de Polícia Civil da cidade.

 

De acordo com laudo divulgado nesta quinta pelo Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte foi devido à asfixia mecânica e insuficiência respiratória aguda. A Polícia Federal abriu inquérito com o objetivo de apurar a morte do homem.

247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp