Nordeste

MPF dá 48 horas para PRF explicar ação que matou Genivaldo de Jesus Santos em ‘câmara de gás’

O Ministério Público Federal (MPF) em Sergipe deu nesta quinta-feira (26) um prazo de 48 horas para que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) envie informações sobre o procedimento administrativo instaurado para fins de apuração da abordagem policial, após a morte de Genivaldo de Jesus Santos, 38 anos, no município de Umbaúba, cerca de 100 quilômetros da capital, Aracaju. O MPF também pediu informações à Delegacia de Polícia Civil da cidade. O homem foi imobilizado e colocado dentro do porta-malas da viatura da PRF.

 

De acordo com laudo divulgado nesta quinta pelo Instituto Médico Legal (IML), a causa da morte foi devido à asfixia mecânica e insuficiência respiratória aguda. A Polícia Federal abriu inquérito com o objetivo de apurar a morte do homem.

 

A PRF disse que usou “instrumentos de menor potencial ofensivo”.

247


Os comentários a seguir são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Recomendamos pra você


Receba Notícias no WhatsApp